Poema de um Amor Divinizante

Poema de um Amor Divinizante

Somos um, embora dois.
Assim como a flor e o perfume são, em essência, eles mesmos, a mesma coisa.
Numa única essência cristalina nos fundimos e me sinto sem forma, indefinidamente vivendo o Abstrato que traz em si o Substrato...do Imperecível, do Imortal, do Eterno, do Absoluto.
A divindade desse Amor que nos une também é sem forma, tal como Deus.
Assim, me sinto vivendo em Deus, sendo Deus, amando Deus.
Deus em mim é Deus em você !
Somos Deuses !!!
Eu O encontrei em você!
Que delícia !
Eu encontrei você!

Professor HermógenesSEJAM BEM VINDOS! NAMASTÊ

sexta-feira, 22 de julho de 2011


ADORO ESSA MÚSICA..... KKKKKKK

Depois

Pato Fu

Composição: John
Não foi dessa vez
Mas pode ter certeza
Mal posso esperar
Pra fugir da tristeza
Amanhã talvez
Vai ser um carnaval
Vão falar de mim
Pro bem ou pro mal
Tomo um café e um guaraná pra me animar
Mas ficou tão tarde
Que é melhor deixar pra lá...
Ahhhhh...
Quando penso em nós dois
Deixo tudo pra depois
Quando penso em nós três
Fica pra outra vez
(2x)
Juntei passos, palavras
Não era bem o momento
Fingi não querer nada
Tem hora que não me agüento...
Tomo um café e um guaraná pra me animar
Mas ficou tão tarde
Que é melhor deixar pra lá...
Ahhhh...
Quando penso em nós dois
Deixo tudo pra depois
Quando penso em nós três
Fica pra outra vez
(2x)
Prometo, juro, garanto
Vou resolver tudo isso
Assim que tiver coragem
E mais nenhum compromisso
Tomo um café e um guaraná pra me animar
Mas ficou tão tarde
Que é melhor deixar pra lá...
Ahhhh..
Quando penso em nós dois
Deixo tudo pra depois
Quando penso em nós três
Fica pra outra vez
(2x)


Um comentário:

  1. Essa música é demais. Também gosto muito de Pato Fu. Obrigada pela visita. Beijos.

    ResponderExcluir